Petrobras vende participações da Carmo Energy, de Sergipe, por U$ 1,1 bi

Petrobras vende participações da Carmo Energy, de Sergipe, por U$ 1,1 bi

A Petrobras assinou com a empresa Carmo Energy SA a venda da totalidade de suas participações, em um conjunto de 11 concessões de campos de produção terrestres, com instalações integradas, localizadas em Sergipe, no Polo Carmópolis. 

Conforme anunciado pela estatal, o valor da venda é de U$ 1,1 bilhão, sendo US$ 275 milhões a título de sinal; US$ 550 milhões no fechamento da transação e US$ 275 milhões 12 meses após o fechamento. 

De acordo com a Petrobras, “a operação está alinhada à estratégia de gestão de portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia, visando à maximização de valor e maior retorno à sociedade”. 

O foco da estatal, segundo reitera em anúncio, é concentrar cada vez mais os seus recursos em ativos de águas profundas e ultraprofundas. 

Ainda conforme a Petrobras, a divulgação está de acordo com as normas internas da estatal e com as disposições do procedimento especial de cessão de direitos de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo, gás natural e outros hidrocarbonetos fluidos, previsto no Decreto 9.355/2018.

Sobre o Polo Carmópolis

O Polo Carmópolis compreende 11 concessões de produção terrestres, localizadas em diferentes municípios do estado de Sergipe, além de incluir acesso à infraestrutura de processamento, escoamento, armazenamento e transporte de petróleo e gás natural.

Também fazem parte do Polo Carmópolis, o Polo Atalaia, que contém, dentre outros ativos, o Terminal Aquaviário de Aracaju (Tecarmo) e o Oleoduto Bonsucesso-Atalaia, que escoa a produção de óleo do Polo Carmópolis até o Tecarmo.

A produção média do Polo Carmópolis de janeiro a novembro de 2021 foi de 7,6 mil barris de óleo por dia e de 43,6 mil m3/dia de gás. A Petrobras é a operadora nesses campos, com 100% de participação.

Sobre a Carmo Energy

A Carmo Energy é afiliada do grupo Cobra e entra, com esta operação, no setor de produção, processamento, escoamento, armazenamento e transporte de petróleo e gás natural no Brasil. O Grupo Cobra tem ampla experiência em atividades de exploração, produção e comercialização de petróleo e gás natural a partir de campos terrestres em outros países da América (México, Colombia, Equador). 

Outras empresas do mesmo grupo têm presença no Brasil há mais de 20 anos, em setores como a transmissão de eletricidade e a geração de energia.

"Esta notícia reforça que os desinvestimentos realizados pela companhia têm trazido mais dinamismo para o setor, abrindo oportunidades para outras empresas, com estratégias e foco específicos, investirem e extraírem mais valor dos ativos. Isso garante a continuidade da atividade e a atração regional de investimentos, contribuindo localmente para o crescimento econômico e a geração de emprego e renda", avaliou a Petrobras.

Fonte: Com informações da Petrobras