Olympique de Marselha volta à carga e avança em conversas por Marcos Paulo, do Fluminense

Olympique de Marselha volta à carga e avança em conversas por Marcos Paulo, do Fluminense
Evanilson e Marcos Paulo comemoram o título da Taça Rio pelo Fluminense em 2020 — Foto: Lucas Merçon/ FFC

Marcos Paulo pode ser mais um jogador a ser vendido pelo Fluminense neste ano de 2020. E o provável destino é o Olympique de Marselha, da França. O clube francês, que já vinha monitorando o atacante de 19 anos há alguns meses, voltou à carga nos últimos dias e avançou nas conversas pelo jogador.

O L'Equipe, em seu canal de TV, foi quem afirmou que Marcos Paulo seria o atacante que o técnico português André Villas-Boas havia falado que estava para chegar ao Olympique nos próximos dias. O ge apurou que há realmente a possibilidade da jovem promessa se transferir para o clube francês.

Um dos representantes de Marcos Paulo está na Europa para tratar de assuntos relacionados a seus clientes e, segundo apurou a reportagem, o atacante tricolor é uma das principais pautas da viagem. As conversas avançaram e há boas as chances de o negócio evoluir.

Em diversas entrevistas ao longo do ano, o presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, sempre deixou claro que seriam necessárias vendas para o clube conseguir um alívio nas contas em 2020 e nunca escondeu que Marcos Paulo, que tem nacionalidade portuguesa, era um dos principais ativos que poderiam despertar interesse dos clubes do exterior.

Até o momento, o Fluminense já vendeu Gilberto ao Benfica-POR e Marcelo Pitalunga ao Liverpool-ING. Além disso, ficou com 30% da negociação Evanilson, que pertencia ao Tombense, para o Porto-POR. O somatório das três negociações renderá ao Tricolor quase R$ 40 milhões.

A multa rescisória, ferramenta para dar proteção ao clube detentor dos direitos econômicos, de Marcos Paulo para o exterior é de € 45 milhões (cerca de R$ 288 milhões atualmente). A expectativa do Fluminense no começo de ano era de alcançar propostas entre € 10 e 15 milhões (equivalente a R$ 56 milhões R$ 84 milhões na cotação atual). No entanto, a pandemia de coronavírus esfriou o mercado internacional e há a possibilidade desses valores não serem atingidos.

Em fevereiro deste ano, o clube recusou uma proposta de € 7 milhões (R$ 33 milhões na cotação da época) do CSKA, da Rússia, por Marcos Paulo. O RB Bragantino foi outro a tentar uma investida no atacante, mas o próprio jogador e seu estafe rechaçaram a possibilidade. Recentemente, o West Ham, da Inglaterra, apresentou uma oferta de empréstimo, mas a prioridade do Fluminense é vender.

Formado nas categorias de base do Fluminense, Marcos Paulo é considerado uma das maiores joias reveladas em Xerém. Desde o começo de 20019 no profissional, o atacante tem alternado fases como titular e reserva na equipe. Ao todo tem 63 jogos e 11 gols com a camisa tricolor. Foram 5 gols em 28 jogos esta temporada. Sua última partida até o momento foi na derrota por 1 a 0 para o Sport no último domingo, quando começou no banco de reservas e entrou no 2º tempo.

Marcos Paulo tem vínculo com o Fluminense até 30 de junho de 2021 e, caso não seja negociado e não renove até o fim do ano, poderá assinar pré-contrato com outro clube a partir de 1º de janeiro do ano que vem. O Fluminense tem 100% dos direitos econômicos do atacante, mas em caso de venda, por contrato, tem que repassar 20% aos representantes do jogador e 10% ao atleta, de acordo com o Portal da Transparência do clube.

Fonte: Felipe Siqueira e Thiago Lima/Globoesporte.com